PS e PSD chumbam proposta da CDU e privatizam os principais e

Na Assembleia Municipal de Santo Tirso, realizada nos dias 26 e 27 de Setembro, o eleito municipal da CDU – José Alberto Ribeiro – apresentou uma Moção onde recomendava ao Governo que incluísse no PIDDAC do próximo ano investimentos fundamentais ao desenvolvimento do concelho há muito prometidos pelos diversos governos, nomeadamente para a construção de:Cruzamento desnivelado na Variante EN105 com a ponte de Frádegas;Novas instalações para a Extensão de Saúde de São Martinho do Campo e de Caldas da Saúde; Centros de Dia em Rebordões, Burgães e Vilarinho;Pavilhão Polidesportivo de Vilarinho; Novas Instalações para o Hospital de Santo Tirso;Escola Básica Integrada de São Tomé de Negrelos.
Estranhamente, estas propostas só tiveram o apoio da CDU, tendo o PS e o PSD assumido uma posição condenável ao não aprovarem esta recomendação uma vez que nas campanhas eleitorais dizem-se defensores destes investimentos.

Nesta mesma reunião duas outras propostas foram aprovadas apenas com a oposição da CDU que consideramos profundamente lesivas do interesse dos tirsenses, nomeadamente a constituição de uma parceria público privada, com capitais maioritariamente privados, para a gestão dos principais equipamentos municipais. Com esta decisão - entrega a privados - os tirsenses verão a curto prazo agravados os preços de utilização das piscinas municipais, ao passo que serão confrontados com a gestão do Mercado Municipal, dos Estaleiros e do Cine-Teatro (a construir) que irá privilegiar o lucro dos privados e não o serviço público.

A outra decisão que merece o repúdio da CDU é alienação de um terreno municipal para a construção de um Hospital privado. Num momento em que o governo realiza em Santo Tirso o maior ataque de sempre à Saúde (fecho da Maternidade e redução da capacidade de resposta da Urgências) a Câmara PS, sem oposição do PSD, entra nesta lógica de favorecimento de privados ao alienar este terreno com benefícios fiscais (nomeadamente de IMI) que não concede aos outros munícipes.

Fica desta forma evidenciada a falta de um projecto alternativo do PSD para Santo Tirso. Mais uma vez, nas questões estruturantes ao desenvolvimento do concelho, o PS e o PSD têm posições praticamente coincidentes.
Só com o reforço da CDU será possível inverter este rumo de degradação social e de agravamento das condições de vida da população tirsense, em particular dos milhares de trabalhadores desempregados.

Santo Tirso, 28 de Setembro de 2007
A CDU/Santo Tirso

logo XIIAORP